Fechar

A Nova Era Da Informação Industrial

Omron Automação

Estamos em uma importante transição no que se refere à evolução industrial da maneira que habitualmente conhecemos. Estamos diante de um processo sem volta que nos levará a um conhecimento mais aprofundado de assuntos que até então eram de domínio de outros profissionais, os quais apenas consultávamos quando tínhamos necessidade de um contato ainda superficial. Estamos falando de uma já presente evolução industrial que teve seu início na Alemanha, com iniciativa principal do setor privado de maneira que a realidade se mostra completamente viável para os dias atuais.

Se por um lado estamos a maior parte do tempo conectados ao mundo virtual, com dispositivos, equipamentos e softwares que nos permitem interagir, em tempo real ou não, com qualquer ser humano em qualquer lugar do globo, por outro lado a tendência é que, em curto prazo, (comparado ao passo da evolução industrial desde o século XVIII até o momento) máquinas, equipamentos e produtos estejam totalmente integrados e gerando informações suficientes para se tornarem cada vez mais autônomos.

Alguns novos termos até então comuns em Tecnologia da Informação passam a estar presentes na Tecnologia da Automação e vice-e-versa, como por exemplo Comunicação (Machine to Machine), IoT (Internet of Things), IIoT (Industrial Internet of Things), loE (Internet of Everything), loS (Internet of Services), Big Data, Cloud (Nuvem).

Tudo isso é uma necessidade impulsionada por um ponto extremamente importante em todo processo: o consumidor. Este está cada vez mais interessando em saber de onde, como e quando as peças de seus automóveis são fabricadas, de onde provem a matéria prima dos cosméticos que está comprando, se há uma preocupação da empresa em repor estas matérias primas ao meio ambiente, se as informações nutricionais específicas dos alimentos que estão sendo consumidos pela sua família estão de acordo com normas vigentes, etc. Enfim, isso leva a crer que o consumidor, por intermédio da nuvem, buscará informações cada vez mais especificas nos processos fabris dos produtos adquiridos ou que se deseja adquirir, até o nível mais inferior da pirâmide da automação industrial.

Tal movimento do consumidor impacta diretamente no que temos conhecimento de tecnologia de informação e tecnologia da automação. Enquanto um estava preocupado, em uma empresa, com os níveis mais altos e corporativos e o outro, mais inferiores e desempenho fabril, respectivamente, atualmente estas duas vertentes tendem a se convergir cada vez mais para gerar um novo conceito de fábrica inteligente. Estamos diante de uma realidade que não pode mais ser encarada apenas como tecnologia da informação nem tampouco como simplesmente automação industrial, mas como INFORMAÇÃO INDUSTRIAL, que permite que todos os níveis de uma corporação, desde o chão de fábrica até níveis corporativos e, porque não, a nuvem, se interajam entre si em tempo real de forma a permitir que empresas e consumidores tenham o melhor tempo de resposta para a flexibilidade de customização e controle que o mercado exige cada vez mais.

Este panorama se estende com a mesma importância e relevância às necessidades internas das empresas, onde os diversos processos, seja de produção, logístico, RH, financeiro, contábil, qualidade, etc., passam a ter uma grande demanda por integração para que por exemplo produtos sejam fabricados mais rápidos, com alta qualidade, sem desperdício de recursos, mais baratos e respeitando o meio ambiente.

Imagine um processo produtivo onde os produtos se comunicam entre si com sensores inteligentes capazes de gerar e gerenciar uma quantidade mínima de informações do processo com base em qualidade, produtividade, mercado, geografia, história, perfil de consumo, clima, etc. Isso tudo em uma mesma planta altamente flexível capaz de se adequar às diferentes variáveis provenientes do corporativo, do próprio consumidor ou ainda por características do clima, todos integrados em uma mesma plataforma de uma maneira autônoma e de forma antecipada entender seus próprios gargalos e falhas e tomar decisões prévias para correções antes mesmo do produto final ser produzido.

Neste momento, o contato entre profissionais multidisciplinares, principalmente de TI com profissionais da Automação, se torna primordial e relevante para que esta tendência seja efetivamente real no curto prazo que se espera. A troca de informações, conhecimento, flexibilidade e adaptação se tornam imprescindíveis para esta realidade dos dias atuais.

É o grande momento em que as máquinas e empresas, assim como nós, passam a ter um importante no papel na rede, na nuvem, com seu devido formato característico e gerando informações relevantes e importantes de interação com consumidores. governo. países, fornecedores, ambiente,

< a href="http://industrial.omron.com.br/author/omronbr/" title="Visualizar todas as postagens por OMRON" rel="author">OMRON